5 coisas de quem nasce na roça sente falta

5 coisas de quem nasce na roça sente falta

A vida no interior para quem gosta é muito bom. Imagina para quem nasceu e foi criado lá. Casa cheia, mesa farta, ovos frescos, frutas colhidas no pé, conversas frente a frente são alguns dos itens que pessoas do interior fazem.

Neste texto iremos falar um pouco de gente que nasceram no interior sente mais saudades.

Cheiro do pão de queijo feito na hora

No interior, as mesas estão sempre fartas (o dia inteiro), já é costume deixar a mesa desse jeito. Mas mesmo com esse tipo de coisa, o cheirinho do pão de queijo ou algum tipo de guloseima feito na hora é um dos itens de quem nasceu por lá.

Almoço de domingo

O almoço de domingo é um tipo de evento que todos que viveram lá sente falta. O almoço de domingo, geralmente na casa da avó ou da mãe como queiram, é um evento que é feito todos os domingos. Com a família reunida e a mesa farta são características comuns.

Pegar frutas no terreno do vizinho

Já é costume do local as pessoas, geralmente crianças, invadirem o terreno do vizinho para pegar frutas, hortaliças, legumes e outros no terreno alheio. Até por que, as pessoas que moram lá têm quintal e com ele algumas dessas guloseimas são plantadas.

Leite se compra do leiteiro

O leiteiro passa todos os dias de casa em casa vendendo o seu leite. O leite que não possui muito processo industrial, tem até um gosto bem diferente.

Fofocar

Em lugares do interior, todo mundo sabe da vida de todos. Quem adoeceu, quem se mudou, quem se separou e tudo mais. Mas tudo isso é sabido, geralmente, só observando a vida, seja no meio fio, no muro de casa e até em janelas. E esse tipo de fofoca não demora muito para chegar em locais distantes. Coisas que aconteceram agora, minutos depois chega a informação do outro lado da cidade, mas tudo isso sem precisar de tecnologias atuais.

Envie seu comentário